O Menino Maluquinho dia 19 no Teatro Polytheama

BASEADA NO PERSONAGEM MAIS FAMOSO DE ZIRALDO

  • Dia: 19 de Outubro
  • Horários: 9h30 e 14h30
  • Local: Teatro Polytheama – Jundiaí – SP
  • Valores: R$ 36,00 (inteira) e R$ 13,00 (pacote escolar – primeiras escolas ganham 50% de desconto no valor do pacote através de cortesias) – Instituições de caridade (ingressos Proac – limitados a disponibilidade do espaço)

RESERVAS E INFORMAÇÕES: 11 99868-1371 [vivo] / 11 98603-7262 [tim e whatsapp]

Sobre a peça:

Agora é a vez da garotada!!! O Projeto de teatro apresentará a peça “Omenino Menino Maluquinho”, de Ziraldo (adaptação e direção de Edgar Rizzo) no belíssimo Teatro Polytheama em Jundiaí.  O livro lançado em 1980 sobre o garoto traquinas que aprontava muita confusão é maior sucesso editorial de Ziraldo e hoje faz parte do imaginário brasileiro. Foi reconhecido em 1981 com oPrêmio Jabuti 1981 e em 1986 com o Prêmio Lourenço Filho.

A peça é um espetáculo mágico criado com o mais famoso personagem de Ziraldo, encantando com uma trilha sonora animada que desperta a imaginação das crianças, além de muitas brincadeiras e mensagens de amor. O MENINO MALUQUINHO nos traz o verdadeiro significado da amizade e da felicidade.

Indicado para crianças a partir de 04 anos, o “Menino Maluquinho” conta as aventuras de um menino esperto e inteligente, que inventa brincadeiras e teorias para tudo. Com sutileza, o texto aborda também o contexto da separação dos pais, que são retratados com pernas de pau e a importância de manter as brincadeiras de rua, como esconde-esconde e cabra-cega. O público infantil se identifica porque o Menino não é maluco, e sim, uma criança peralta, divertida e, acima dos problemas, feliz, como se deve ser. A adaptação e direção é de Edgar Rizzo, com Glauber Leme, Viviane Zanelli, Débora Santos e Will Quirino nos papéis principais.

A peça é do Grupo Trapiche de São Paulo (o mesmo grupo responsável por diversas adaptações literárias como “Uma Professora Muito Maluquinha”, “Til”, “O Cortiço”, “A Lisbela e o Prisioneiro”, “Sonho de Uma Noite de Verão” e “Capitães da Areia”).